Sacrifício - O Erro das Dietas

Oct 12, 2016

14438881_1596684690636908_621891432_o.png

 

Estar em forma, com saúde e energia é o objetivo da maioria de nós. Na senda desse objetivo, podemos tomar iniciativas de dietas radicais, muito difíceis de cumprir, que nos desanimam pela monotonia e pela eliminação dos alimentos que nos dão conforto. Depois vem o efeito ioiô com frustração, culpa, desistência associadas. Quem não conhece este cenário?

A melhor forma de alcançar esse objetivo é ter uma alimentação saudável, aprazível, adequada às nossas necessidades diárias, fácil de concretizar, inclusiva na nossa vida familiar e social, e que seja sustentável no tempo.

Para isso, a proposta é optar por uma alimentação que vá ao encontro da nossa biologia, ou seja, que respeite as regras que governam o nosso corpo. Resumindo, a sugestão é optar por um estilo alimentar mais funcional, assente na dissociação e melhor combinação dos alimentos nas refeições diárias.  

Assim, e de modo muito sintético, na DIETA DISSOCIADA devem-se incluir sempre vegetais (cerca de metade da refeição) e na restante parte optar por hidratos de carbono OU proteínas. Esta regra básica tem depois aperfeiçoamento em cada plano pessoal, e sobretudo uma adaptação que passa por ajuste a necessidades específicas de cada indivíduo.

Os benefícios de “estilo alimentar dissociado” estão mais do que testados:

      • Alívio do aparelho digestivo (particularmente, estômago e intestinos) impedindo a sobrecarga do trabalho destes órgãos, sensação de enfartamento, distensão abdominal e trânsito intestinal irregular;
      • Melhor digestão enzimática, com maior aproveitamento nutricional dos alimentos, prevenindo défices vitamínicos;
      • Garantia de diversificação alimentar, que não passa por comer tudo duma só vez mas antes sucedendo a diversidade ao longo do dia;
      • Fornecimento dos nutrientes que o organismo precisa segundo o ritmo biológico diário do corpo humano - energia para o dia “versus” reparação para a noite;
      • Combater a acidez (que adoece e envelhece) ao mesmo tempo que aumenta a alcalinidade (que equilibra, limpa e favorece as células);
      • Diminuição de calorias, gorduras não saudáveis, químicos e outros agentes tóxicos.

A ALIMENTAÇÃO FUNCIONAL DISSOCIADA tem enormes vantagens e está ao alcance de todos, basta querer saber um pouco mais e ousar testemunhar o que milhares de pessoas já fazem em todo o mundo. Peça ajuda, experimente e seja ainda mais saudável!

  



Categoria: Nós & a Família

Ana Catarina Meireles

Médica


Por favor adicione um comentário

Deixe uma resposta



(O seu email não será exibido publicamente.)


Código Captcha

Clique na imagem para ver outro captcha.