Síndrome do Défice de Atenção

Oct 26, 2016

defict2.jpg

 

Alguns pais comentam comigo os problemas que pensam que os seus filhos têm. Normalmente procuram-me, ou abordam o assunto, quando os problemas na escola começam a ser notórios. As notas ou os recados dos professores são sempre um sinal de alerta. Mas será que já não houve outros?

Não é suposto uma criança ser ansiosa, ter dificuldades em concentra-se, ser hiperativa, ter má memória, ser irrequieta, sentir medo ou ter ataques de pânico. Não é suposto uma criança viver e experienciar situações ou emoções que não estão adequadas à sua idade e perante as quais nada pode fazer sem ajuda de terceiros.

Quando estes pais falam comigo vejo sempre os problemas que apontam aos seus filhos espelhados no seu comportamento. Mas vejo também uma profunda falta de consciência relativamente a isso. Os filhos são o reflexo daquilo que eles são, só não sabem é esconder tão bem (ou arranjar desculpas…).

Sei também que a maioria dos pais sente de imediato culpa, mas também sei que são poucos os que decidem mudar algo neles próprios em benefício da saúde dos seus filhos. Se as crianças são o reflexo dos adultos com quem convivem, não será que há algo que possamos fazer melhor para os ajudar a sentirem-se melhor?

Acho que a vida de hoje é demasiado intensa e que isso nem sempre nos motiva para aprendermos a ser melhores. Mas a verdade é que não precisamos de fazer tudo de uma só vez. Façamos apenas aquilo que pedimos às crianças: dedica-te um pouco mais, concentra-te no que estás a fazer, relaxa, encontra o teu método, pensa que és capaz…

Estes pequenos passos levar-nos-ão longe. E são estes passos que contribuem substancialmente para o tratamento do Síndrome do Défice de Atenção, pois fazem com que os pais deem mais atenção aos seus filhos, e é apenas isso que as crianças querem.

 



Categoria: Nós & a Família

Ana Raquel Veloso

user_avatar

Licenciada Comunicação
Pratictioner Program. Neurolinguística
Pós-Graduada Neuropsicologia Clínica


Por favor adicione um comentário

Deixe uma resposta



(O seu email não será exibido publicamente.)


Código Captcha

Clique na imagem para ver outro captcha.